Degelo de plataformas da Península Antártica

Agência dos EUA aponta degelo de plataformas da Península Antártica
Organismo é a mais confiável fonte de informes sobre terremotos.
Estudo documentou encolhimento entre 1947 e 2009
 
 
 
A Agência de Pesquisas Geológicas dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês) publicou nesta segunda-feira (22) relatório sobre o derretimento de plataformas de gelo na Península Antártica. O USGS é a mais confiável fonte de informes sobre terremotos .
Segundo a agência, as plataformas estão recuando na seção sul da península. A causa, afirma o organismo americano, é mudança climática . O processo pode resultar em recuo de glaciares e aumento do nível do mar, se a alta de temperatura continuar.
Os glaciares são “rios de gelo” que escoam das montanhas para regiões mais baixas, onde o gelo pode derreter, se romper na forma de icebergs ou reforçar uma plataforma. Plataforma é a extensão plana, flutuante, dos mantos de gelo, com espessura de 100 a 1.000 metros. Um manto de gelo é a capa de até 4 quilômetros que cobre a rocha. Flui do centro do continente em direção à costa, onde alimenta plataformas.
 
 
A agência documentou esse encolhimento no período de 1947 a 2009. As “mais dramáticas alterações” ocorreram a partir de 1990.
 
Clique aqui para baixar um resumo das descobertas (em inglês, 6,7 Mb, formato .pdf, 32 páginas); o mapa com todas as medições pode ser baixado aqui (arquivo pesado: 23,2 Mb)
Anúncios
Esse post foi publicado em Anote. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s