ESPECIAL: PANTANAL IV

AMBIENTE PANTANEIRO

O Pantanal, Santuário Ecológico Mundial, é universalmente reconhecido como a maior zona úmida do planeta.

Esse mega ecossistema, abrange 3 países: Brasil, Bolívia e Paraguai, cobrindo uma superfície de aproximadamente 17 milhões de hectares, das quais, 14 milhões em território brasileiro, nos estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso.
    
Dada a importância dessa região para o planeta, em novembro de 2000, a UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) classificou o Pantanal como "Reserva da Biosfera".

A paisagem do Pantanal, tal como é conhecida hoje, não é unicamente um produto da evolução natural, mesmo que ela apresente uma forte aparência de meio natural intacto.

O homem moderno, que chegou ao Pantanal a 200 anos, certamente abriu esta passagem mais do que era originalmente. O Pantanal é um mosaico de meios diversos entre as cordilheiras florestadas, que emergem como ilhas acima da água em períodos de chuvas, os inúmeros lagos e lagoas chamadas baías, algumas com águas salgadas e outras doces, os campos inundados, as matas ciliares ao longo dos rios, etc.

No início do século XVIII, a região, inicialmente povoada por várias nações indígenas, foi ocupada por bandeirantes à procura de ouro e escravos. Boa parte do século vinte ainda foi caracterizada pela pecuária extensiva tradicional e pela pequena produção de subsistência.

Sem dúvida, o Pantanal se destaca pela riqueza de sua biodiversidade, cuja flora encontra-se relativamente bem conhecida, e pela notável riqueza e abundância da vida selvagem.

Principais ambientes do Pantanal

                   

Campo com baías, capões                            Cordilheira com salina
e cordilheiras com cerradão.                      
e mata semidecídua.                      

                  

Espinheiral                                                  Campo com vazantes e capões
(coberto por Ipomoea spp. em flor)                        

                   

Capão                                                           Caronal com fogo

                    

Campo alagado                                             Corixo e capões de mata ciliar

                    

Campo-cerrado com "lixeira"                      Campo de mimoso
(Curatella americana)                                  (Axonopus purpusii) com gado       

Fonte: Plantas do Pantanal / Arnildo Pott e Valli J. Pott; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Centro de Pesquisa Agropecuária do Pantanal. Corumbá, MS: EMBRAPA-SPI.

Anúncios
Esse post foi publicado em Aprendendo. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s