EXTINÇÃO I

 
Foto 1:
O loris delgado (Loris tardigradus), encontrado no sul do Sri Lanka, é um dos animais beneficiados pelo projeto Edge, para a proteção de espécies ameaçadas de extinção. Populações deste pequeno primata estão declinando por causa do desmatamento.
Imagem: Zoological Society of London
 
Foto 2:
O golfinho branco do rio Yangtzé (Lipotes vexillifer) é o cetáceo mais raro do mundo. Segundo pesquisadores, podem restar apenas 13 indivíduos na natureza. A espécie teria se diferenciado dos botos do rio Amazonas há cerca de 20 milhões de anos.
Imagem: Stephen Leatherwood
 
Foto 3:
O hipopótamo-pigmeu (Hexaprotodon liberiensis) está entre as 564 espécies que entram dentro da nova definição de animais incomuns. O projeto Edge, da Sociedade Zoológica de Londres, vai se concentrar em cem.
Imagem: Zoological Society of London

Foto 4:
O camelo-bactriano (Camelus bactrianus) tem duas corcovas. A espécie também está na lista de animais ameaçados. Existem menos de mil na natureza, na Mongólia e China.
Imagem: Daniel Sprawson/Zoological Society of London
  
Foto 5:
Esta espécie de antílope (Damaliscus hunteri) vive especialmente na costa sudeste do Quênia. A população da espécie vem diminuindo rapidamente nos últimos 30 anos, e os números baixaram de 14 mil para 600.
Imagem: Tim Wacher
Anúncios
Esse post foi publicado em Denúncia. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s