DIA MUNDIAL DA ÁGUA

As Cataratas do Iguaçu têm quase 300 saltos, que despejam 1,5 milhão de litros de água por segundo.A ação é de uma organização não-governamental (ONG) que quer chamar a atenção das pessoas para a importância de se proteger as nascentes dos rios.ONG monta ‘filtro de água’ nas Cataratas do Iguaçu. No Dia Mundial da Água, um protesto movimentou as Cataratas do Iguaçu, no Paraná. Uma estrutura inflável, em formato de filtro de água, foi montada em um dos mirantes do lado brasileiro das cataratas.

Vídeo

Consumo médio diário de água no país é de 200 litros por pessoa. ONU aponta consumo de 180 litros como suficiente ao ser humano.

Nos grandes centros urbanos do país e cidades com mais de 120 mil habitantes, o consumo de água pode chegar a 320 litros por dia, por pessoa. Os números, divulgados pela H2C – Consultoria e Planejamento de Uso Racional da Água, apontam para dados alarmantes lembrados neste sábado (22), o Dia Internacional da Água.

Segundo o engenheiro Paulo Rogério Costa, consultor e especialista em programas de racionalização de consumo de água, o pior exemplo é a cidade de Brasília, que, no período de um dia, chega a registrar um consumo de mil litros de água por pessoa. “Segundo referência da Organização Mundial de Saúde (OMS), o ser humano precisaria de apenas 40 litros por dia. Mesmo pelo parâmetro da Organização das Nações Unidas (ONU), o consumo de uma pessoa deveria ser de 180 litros por dia. Então nossos números são absurdos”, destaca.

Ainda de acordo com Costa, a média de consumo do brasileiro é de 200 litros de água por dia. E essa redução não resulta de campanhas de conscientização nem de investimentos públicos no setor, mas de falta de acesso à água. “Para cada R$ 100 milhões gastos em saneamento básico, são economizados R$ 300 milhões na área da saúde. Não é possível que ninguém enxergue isso”, diz.

Economia que compensa

Em uma residência com quatro moradores fixos, gastos de água com o uso do chuveiro representam 46% do consumo da casa. O vaso sanitário, pode chegar a 12% do consumo e a cozinha, a 14%. “Excessos podem e devem ser evitados de maneira simples e sem transtornos. Além de cuidar do meio ambiente, a economia é refletida também nas contas”, diz. Um bom exemplo são os resultados obtidos com a instalação de hidrômetros individualizados, em casos de condomínios de prédios. “A medição individual e o pagamento individual levam à economia porque dói no bolso do consumidor”, alerta.

Aprenda a calcular o potencial de economia de água em sua casa

Para aprender a calcular o potencial de economia de água em sua casa, ao receber sua próxima conta de água, o especialista orienta para a verificação do consumo em metros cúbicos. Multiplique o consumo em metros cúbicos por mil (já que cada metro cúbico equivale a mil litros de água) e, em seguida, divida o valor encontrado pelo número de moradores fixos da casa. Esse resultado equivale ao consumo diário médio de cada morador. Caso ele ultrapasse os 180 litros propostos pela ONU, coloque em prática as medidas de economia listadas abaixo para alcançar a meta.

Vídeo 

Água potável do futuro vai ser tratada com luz e nanotecnologia

 

A combinação criativa de antigas e novas tecnologias pode melhorar um bocado a qualidade e a abundância da água potável no mundo, de acordo com um artigo científico publicado na edição desta semana da revista britânica "Nature". No trabalho, pesquisadores das principais universidades americanas avaliam que áreas relativamente novas da ciência, como a nanotecnologia, têm potencial para eliminar o risco de doenças transmitidas pela água e fazer com que o mar se torne um imenso reservatório para consumo humano.

No artigo da "Nature", a equipe coordenada por Mark Shannon, da Universidade de Illinois em Urbana-Champaign (EUA), avalia que está na hora de deixar de lado os sistemas de tratamento de água baseados apenas no uso do cloro. É claro que a água clorada ajuda um bocado na prevenção de doenças, mas ela deixa passar uma série de microrganismos (tanto bactérias quanto protozoários) que podem causar infecções intestinais sérias, entre outros problemas.

A resposta, para Shannon e companhia, é adotar a velha máxima bíblica: faça-se a luz. Eles recomendam o uso de produtos químicos especiais ativados pela ação da luz visível ou dos raios ultravioleta, que ajudariam a destruir os patógenos (causadores de doenças) que se escondem dentro d’água. A mera ação da luz já é capaz de detonar muitos desses vilões, e a combinação com substâncias especiais ajudaria a potencializar esse efeito. Para conseguir isso, regiões mais pobres poderiam criar estações de tratamento diretamente acessíveis à luz solar, ou então, em áreas com mais recursos, desenvolver redes de fibra óptica que levariam.

Menos poluentes, menos sal

Outro truque que as estações de tratamento de água poderão realizar no futuro envolve o DNA, a molécula mais importante para a hereditariedade dos seres vivos. Em laboratório, os cientistas já estão usando o DNA como uma espécie de "ímã" para elementos químicos nocivos na água — com isso, é possível detectar com alto grau de precisão poluentes em quantidades baixas, mas que ainda são podem ser perigosas.

O grande sonho da ciência nesse ramo, contudo, envolve a dessalinização — ou seja, o uso da água salgada do mar ou de lagos salobros para o abastecimento humano. Nesse ramo, a grande promessa são os nanotubos de carbono — estruturas tubulares com tamanho da ordem de apenas um bilionésimo de metro. O interessante é que elas conseguem deixar passar a água e reter o sal com altíssimo grau de afinidade química, o que possibilitaria, no futuro, filtros para a água do mar com grande eficiência.

Reação química resulta em água de cor paradisíaca na Costa Rica

Rio Celeste mantém um azul impressionante por 36 quilômetros. Queda do rio no Parque Nacional Vulcão Tenório atrai muitos turistas.

Reação química entre carbonato de cálcio e enxofre resulta neste azul paradisíaco do rio Celeste,  na Costa Rica. A água mantém esta cor por um extensão de 36 quilômetros, que inclui o Parque Nacional Vulcão Tenório, em Upala.

Anúncios
Esse post foi publicado em Água. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s